Anuncie Aqui topo
teste
Faz de conta

Ei, amigo! Faz de conta, ta?

Desenvolver a abstração gradualmente através das estimulações durante a terapia

Saúde mental em foco

Saúde mental em focoJANAINE SILVESTRE DE PAULA É psicóloga formada pela Universidade Federal de Mato Grosso. Especialista em Reabilitação Neuropsicológica pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa em Neurociência da Faculdade Camburi, Goiânia. Formação básica em ACP com ênfase em psicoterapia e ludoterapia pelo Centro de Psicologia Humanista de Brasília. Mestranda no Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso, pesquisando sobre a saúde mental de pais de crianças com deficiência.

31/07/2020 10h11
Por: Luciana Bonfim
Fonte: Janaíne Silvestre

Você sabia que para a criança conseguir brincar de brincadeiras que chamamos de "faz de conta" é necessário a habilidade cognitiva de abstração? Isso faz com que as vezes seja difícil para as crianças com autismo se engajarem em brincadeiras assim.

Por sorte, conseguimos desenvolver a abstração gradualmente através das estimulações durante a terapia. Por exemplo, uma das formas de se trabalhar essa habilidade é com uso de imagens na brincadeira. 

Primeiro usamos imagens reais, como imagem real de um telefone, depois usamos desenhos que simbolizam o real, em sequência deixamos de lado as imagens e fingimos que um objeto qualquer representa o telefone (como um graveto ou caixinha).

O último estágio de abstração nesse exemplo será quando a criança for capaz de não usar objetos e mesmo assim fazer de conta que o telefone está lá.

Ahhh gente, vocês também acham o desenvolvimento infantil muuuuito empolgante?

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários