Anuncie Aqui topo
ALMT Campanha: Fake News Pandemia
teste
AUXÍLIO EM CHAPADA

Mais de 6 mil pessoas receberam o auxílio emergencial em Chapada dos Guimarães

Dados do governo federal, foram divulgados nessa sexta-feira (11), pela Secretaria de Assistência Social de Chapada dos Guimarães.

11/09/2020 16h40
Por: Everaldo Galdino
Fonte: Everaldo Galdino

Segundo a secretária da pasta, Roseli Mattos, 6.541 pessoas receberam o auxílio emergencial do Governo Federal. Sobre o bloqueio do pagamento, principalmente, para as pessoas inscritas no Programa Bolsa Família, Roseli esclareceu que foram beneficiadas 198 famílias.

“Quanto o trabalho e renda, as famílias que procuraram o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), terão que atualizar do cadastro e os mesmos voltaram para análise”, disse a gestora.

Segundo o governo federal, o prazo para solicitação do auxílio emergencial encerrou em 02 de julho, deste ano. Para as pessoas que fizeram a solicitação do auxílio e a liberação do mesmo ainda está em análise, devem procurar o Ministério Público Estadual (MPE) para fazer a contestação.  Telefones: (65) 3611.7400 e 98160.0060.

Já os beneficiários que solicitaram o auxílio, por meio do aplicativo da Caixa Econômica Federal disponível no www.caixa.gov.br, que tiveram seu pagamento bloqueado devem solicitar informações sobre o motivo do bloqueio pelo telefone 111 ou no site do Data Prev e fazer a contestação.

A Secretária, também informou que tem realizado várias ações em combate ao novo coronavírus. 

“Preocupada com a saúde dos profissionais que fazem os atendimentos dos servidores assistenciais fez-se a aquisição de EPI – Equipamentos de Proteção Individual, seguindo todas as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), garantindo assim um atendimento seguro bem como aos trabalhadores e suas famílias atendidas e referenciadas nos programas da Secretaria Municipal de Assistência Social de Chapada dos Guimarães”, disse.

Roseli ainda destacou que a Secretaria distribuindo donativos às famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade.

“Neste período de pandemia, estamos distribuindo na zona urbana e rural cestas básicas, kit de higiene e máscaras de tecido às famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade agravada pela crise de saúde e seus impactos econômicos, em especial às famílias em isolamento devido a contaminação do coronavírus”, concluiu, ao reforçar um aviso à população que a Secretária de Saúde criou o Centro Covid, com profissionais da área médica, que realiza atendimentos e testes nas pessoas com sintomas da doença no município.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários