ALMT Campanha: Fake News Pandemia
Anuncie Aqui topo
teste
LUTA CONTRA COVID

Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul pede apoio aos profissionais na luta contra o covid-19

Clique no link e faça sua doação! https://www.catarse.me/projects/121973/

12/09/2020 11h19
Por: Luciana Bonfim
Fonte: Da assessoria

A Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (Arpinsul) precisa do seu apoio para ajudar profissionais de saúde e comunidades da região em sua proteção e enfrentamento à covid-19.

Com esta campanha, pretendemos arrecadar recursos para a aquisição de materiais de higiene e equipamentos de proteção individual (EPIs). As doações são voltadas às mais de 100 comunidades da região sul.

Também queremos fortalecer as estratégias de comunicação direcionadas ao enfrentamento dessa doença.

O plano de enfrentamento coletivo, produzido por lideranças, organizações indígenas e parceiros, foi o que embasou o desenvolvimento da campanha.

Na região sul, nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, somos cerca de 80 mil indígenas dos povos Kaingang, Laklãnõ/Xokleng, Guarani Nhandewa, Guarani M’bya, Charrua, Ava Guarani, Guarani Xiripá eXetá.

Nossa população é uma das mais vulneráveis do país em termos de garantia a direitos básicos como terra, saúde, alimentação, educação e muitos outros.

O preconceito que sentimos por parte de muitos não indígenas é forte demais e interfere nas nossas conquistas do dia a dia.

Ainda por cima, temos pouco apoio por meio de projetos, que são mais voltados à região da Amazônia brasileira.

Hoje, das 106 terras indígenas, onde vive metade da nossa população, apenas três são demarcadas. A outra metade, cerca de 40 mil indígenas do sul, mora em áreas urbanas.

Assim, não chegam a nós atendimentos básicos a que temos direito e necessidade. Muitas aldeias não têm nenhum acesso à água potável, para terem ideia.

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) não atende Terras Indígenas (TIs) não demarcadas nem indígenas em contexto urbano.

Além dos equipamentos, as atividades de comunicação que prevemos nesta campanha, desenvolvidas em conjunto com a equipe gestora, visam a transmissão de informações pertinentes para o enfrentamento dessa pandemia e a proteção da saúde das pessoas.

É importante destacar que a principal renda dos povos indígenas do sul é proveniente da venda de artesanatos e de serviços fora da comunidade, como trabalho nos frigoríficos, onde houveram os primeiros casos de contaminação. É inviável realizar tais atividades neste momento de pandemia.

É por isso que com esta campanha, através da Arpinsul e da Frente Indígena e Indigenista de combate à covid-19, com apoio do Conselho da Comunidade da Região Metropolitana de Curitiba, temos como foco o atendimento às comunidades necessitadas.

Hoje estamos organizados com as nossas associações e a Arpinsul. Também somos mais fortes do que no passado. Mas para passar por esse período de pandemia do novo coronavírus, o seu apoio é fundamental.

Precisamos ficar nas aldeias e em casa!

Precisamos nos cuidar pelas nossas vidas!

Precisamos nos cuidar pelas vidas dos nossos parentes e parentas!

Doe e ajude a salvar a vida de nossa população indígena do sul do país.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários