ALMT Campanha: Fake News Pandemia
Anuncie Aqui topo
teste
FOGO NO JAMACÁ

Incêndio de grandes proporções se alastra e devora Vale do Jamacá em Chapada dos Guimarães

Area era totalmente preservada, local de inúmeras cachoeiras

15/09/2020 08h13Atualizado há 2 dias
Por: Luciana Bonfim
Fonte: Da Redação - Com informações do OECO

Moradores do Vale do Jamacá em Chapada dos Guimarães pedem ajuda para tentar conter o fogo que tem devastado o Vale. O Fogo começou no Vale da Bocaina e foi se alastrando. Há denúncias de que o fogo tenha sido provocado.

São muitos os pontos de incêndio e a Brigada Voluntária não tem materiais ou pessoal suficiente. Segundo informações, o Corpo de Bombeiros já foi acionado e está com equipes na área. 

Como ajudar

Para quem quiser ajudar com água, comida, equipamento ou mesmo na brigada deve se encaminhar para a estrada da cachoeira do Segredo (ir de luva, calça, sapato fechado e etc.) ou entrar em contato com Ellen (65) 996822012

 

Situação de emergência

Situação de emergência no município de Chapada dos Guimarães. O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, assinou uma Portaria (nº 2.418/2020) na qual reconhece situação de emergência em Chapada, devido a incêndios florestais. Apesar do avanço inclemente do fogo, até o momento o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães foi pouco atingido, com um total de 34 hectares afetados por incêndios este ano. Parte do esforço na unidade de conservação é para garantir que os trabalhos de prevenção através do Manejo Integrado do Fogo impeçam as chamas de entrarem na área protegida.

O parque está fechado desde março devido a pandemia da Covid-19, quando foi determinada suspensa a visitação em todas as unidades de conservação federais e ainda aguarda aprovação do plano de reabertura para voltar a receber visitantes, assim como outras áreas protegidas.

Segundo morador local, a situação na Chapada dos Guimarães não está controlada e que o fogo segue forte no Vale da Benção, na zona de amortecimento do parque. “Aqui em Chapada dos Guimarães estamos sem sinal de controle nas queimadas, quando parece que controlou tem reignição [do fogo]. E alastra muito fácil porque está tudo muito seco”, relata Eduardo Vinicius, voluntário que atua junto com as brigadas da região.

Eduardo conta ainda que  a vida dos moradores da região está sendo diretamente afetada pela fumaça, consequência dos fortes incêndios que atingem principalmente as áreas rurais do município. “Todo mundo fala que está sendo pior do que o ano passado porque na zona rural está queimando muito. Ainda não queimou no Vassoural, mas em todos outros vales já queimou, inclusive no Jamacá que é mais úmido, pois é mata de galeria, esse ano está queimando bastante. Está muito seco, está há cento e tantos dias sem chuva. No Parque Nacional, por incrível que pareça, estão conseguindo segurar bem, mas não sei até quando. Há uns 20 dias está difícil de respirar”.

De acordo com a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, a equipe dos bombeiros trabalha na região desde o dia 1º de julho. “Um incêndio de grandes proporções iniciado em 19/08 que atingiu a área [o município] foi controlado há cerca de cinco dias. Equipes permaneceram no local fazendo o monitoramento e combates em alguns outros focos remanescentes, mas sem oferecer grandes riscos.Os trabalhos continuam na região, direcionado na região do mirante para evitar que as chamas se propaguem. Além disso também continua o monitoramento da vegetação do município para fazer o primeiro atendimento em focos que que venham a incidir no local”, relata a assessoria em nota.

Logo traremos mais informações.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários