teste
Anuncie Aqui topo
Campanha Consertamos MT (outubro)
Entrevista

Thelma avalia gestão, mas não responde assuntos polêmicos que afetam a Prefeitura de Chapada

"Peguei uma administração extremamente desorganizada"

18/09/2020 14h56Atualizado há 1 mês
Por: Everaldo Galdino
Fonte: Da Redação

A prefeita de Chapada dos Guimarães Thelma de Oliveira (PSDB) confirmou sua candidatura à reeleição do cargo na convenção da sigla, que foi realizada esta semana na cidade. O Notícias da Chapada entrevistou a chefe do Executivo, que avaliou a sua gestão e mostrou que está confiante no páreo da vaga contra outros seis candidatos na eleição 2020. 

“Vou para reeleição em Chapada dos Guimarães SIM, pois; além de atender um pedido do próprio partido PSDB, darei continuidade nos trabalhos que iniciei no município, por um pedido da própria população que acredita e confia na minha administração”, afirmou.

Em 2016, quando Thelma disputou pela primeira vez o pleito ao cargo, obteve 5.110 votos.  Há pouco tempo, ela recebeu o diagnóstico de câncer de mama.  Uma última pesquisa sobre pré-candidaturas no município, a candidata tucana teve 78% de rejeição da população, conforme o relatório da Percent Pesquisas e Consultoria.

Na entrevista, Thelma não respondeu sobre a CPI da Piscina Pública, aberta pela Câmara de Vereadores no início do ano e também não manifestou sobre um caso de denúncia que acusa o governo municipal de improbidade administrativa.

Segue a entrevista. 

Como a senhora avalia seu governo?

R: É bastante positiva, pois eu peguei uma administração extremamente desorganizada em questão de falta planejamento, ausência de orçamento, sem uma série histórica financeira, vivemos em uma era da informatização, e não tínhamos arquivos e nem computadores com o histórico das gestões anteriores, a saúde sucateada, o próprio servidor público desmotivado com as gestões anteriores

E para piorar tudo, a instituição não possuía certidões para acessar os recursos necessários para dar andamento aos projetos da cidade, por falta de prestações de contas das gestões anteriores. Só conseguimos continuar recebendo os repasses fundo a fundo nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social. 

Recebemos a Prefeitura com 67 convênios sem prestar contas, e hoje ainda faltam 7 convênios que ainda estamos lutando para encontrar evidências e documentos que comprovem a existência dos projetos e serviços e que possa nos ajudar a prestar as contas do passado.  Mas mesmo assim, ainda conseguimos fazer muita coisa dentro da Prefeitura e fora dela nestes 4 anos de mandato, e estamos trabalhando todos os dias para que possamos colocar a Administração Pública de Chapada dos Guimarães em um outro patamar.

É uma cidade com um potencial enorme, e que infelizmente as gestões anteriores nunca se preocuparam em fazer gestão pública, e sim preocuparam sempre com as questões pessoais, de resolver os seus problemas particulares e familiares, e inclusive agora esses se uniram novamente, na tentativa de voltarem ao poder público justamente para resolver os seus problemas pessoais. 

Quais foram as principais ações concluídas no governo? 

R: Saúde: Reforma e reestruturação de todos os PSF’S e UBS’S tanto da Zona Rural como Urbana que são elas: Jangada Roncador, Praia Rica, João Carro, Água Fria, Aldeia Velha, Santa Cruz, Rio da Casca e Centro.  Garantimos o funcionamento e cobertura das equipes de Saúde da Família para a população, através de contratação de agentes comunitários para as regiões descobertas e Garantia do atendimento semanal da ESF na região do Rio da Casca (Mata Grande, São Rafael, Lagoinha de Baixo e de Cima e Ponte Alta).

Atendimento Odontológico: Cobertura Odontológica com todos os equipamentos necessários para o dentista atender a população, hoje existe esta estrutura nos PSF's Praia Rica, Centro e Olho D’Agua.  Eu recebi esta UPA, sem nada dentro, não tinha nenhuma cadeira se quer, apenas um prédio já com vários problemas na estrutura física, que teve que passar novamente por reforma, um descaso total.

Inauguramos a UPA com respeito à população, credenciamos junto ao Ministério da Saúde, adquirimos equipamento de última geração para exames, (Ultrassom, radiografia, mamografia, eletrocardiograma) com funcionamento 24 horas com médicos de plantão, implantamos a política de medicamentos para todos. Temos 100% de cobertura da atenção básica, com atendimento médico e medicamentos em todos os postos de saúde, também na zona rural e zona urbana.  

Sobre ações de combate a pandemia de Covid-19, o que foi feito? 

R: Nós fomos o primeiro município de MT a inaugurar o Centro de Atendimento ao Coronavírus com atendimento médico, com o tratamento necessário para o combate deste vírus, estamos na classificação de risco baixa, devido ao excelente trabalho desenvolvido na atenção básica de saúde. Os moradores da zona rural não precisam se deslocar para o centro para receber o tratamento, lá nos postos de saúde, eles já aplicam o teste rápido e prescrevem o kit Covid-19. 

Como avalia o setor de saúde? 

R: Recebemos a Saúde sem nenhuma ambulância, hoje temos 5 ambulâncias. Implantamos o e-sus (Sistema Eletrônico vinculado ao Ministério da Saúde) em todas as unidades de saúde, este sistema mede a produtividade dos profissionais, dispensação de medicamentos e mede e qualidade dos serviços prestados, possibilita e facilita na prestação de contas junto ao ministério da saúde, possibilitando os repasses financeiros automaticamente aos cofres da saúde do município, tornado assim os recursos recebidos pela administração pública cada vez mais transparente.   O programa saúde da mulher assiste as mulheres em todas as necessidades, englobando desde a assistência ginecológica, pré-natal, puerpério, planejamento familiar e climatério. Nesse sentido, as unidades de saúde realizam consultas individuais, coletas para exame preventivo do câncer de colo uterino (CCO), realizam teste-rápido para HIV/Hepatite B e C/ Sífilis, realizando ações educativas, preventivas, de diagnóstico, tratamento e recuperação.

Quando fizemos uma pesquisa no início do meu mandato, uma das maiores reivindicações da população, era melhorar a qualidade da saúde no município. Trabalhamos sim com foco em cuidar das pessoas, e hoje, estou muito feliz com a saúde em Chapada dos Guimarães, com essa área que tem como a principal função aliviar a dor do próximo. 

E sobre o abastecimento de água no município? 

R:  Chapada dos Guimarães passava por um problema crônico de falta de água, que ninguém conseguia resolver. Foi a nossa primeira obra a ser inaugurada, a Estação Dante de Oliveira, durante os grandes eventos na cidade, todos sofriam a falta de água nas torneiras, hoje conseguimos resolver este problema estrutural para esta cidade com característica turística, com esse problema que se arrasta há décadas, falta de água, um absurdo, outro descaso! Resolvemos! 

Quanto a pasta da assistência social do município? 

R:  Hoje a Assistência Social de Chapada dos Guimarães por meio do SUAS - Sistema Único da Assistência Social, desenvolve programas, projetos e ações de fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, voltados para diferentes públicos: crianças e adolescentes, vítimas de violência e maus-tratos, idosos, pessoas com deficiência e população de rua. O órgão também responde pelos serviços do Conselho Tutelar. Possui sede para o CRAS – Centro de Referência a Assistência Social que mantém periodicamente o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), desenvolvido principalmente em grupos, que busca a participação da família para promover orientações e prevenir situações de vulnerabilidade ou violência que são desenvolvidos por profissionais (assistentes sociais e psicólogos) estes trabalhos são desenvolvidos tanto na zona urbana como na zona rural.

Em 2018 o Município passou a contar com o Serviço da Proteção Social Especial de Média Complexidade Serviço Especializado Para Pessoas em Situação de Rua, que tem por finalidade contribuir para restaurar e preservar a integridade e a autonomia da população em situação de rua, a Assistência Social mantém uma casa para essas pessoas, que queiram ajuda e receber esta acolhida, um local limpo para banho, com cama para dormir e alimento. 

Onde os recursos que o município recebeu do Governo Federal e onde foi aplicado? 

R: Em fim, todos os programas que o Governo Federal tem direcionado aos municípios na área da Assistência Social, hoje Chapada dos Guimarães tem implantado e em pleno funcionamento. Inauguramos sede nova para a Secretaria da Assistência Social, local para atender as pessoas com mais dignidade e respeito.

Inauguramos mais um Posto de Atendimento do SAAE - Sistema de Atendimento de Água.  Trabalhamos na manutenção das estradas da zona rural, operação tapa buraco constante no perímetro urbano, manutenção da limpeza, e da coleta de lixo regularmente. Manutenção da Iluminação pública. O nosso município possui mais de 140 pontes e já recuperamos cerca de 60% delas.  Estamos restaurando as Serras Branco Barbosa e Serra da Baronesa, para garantir a segurança e o escoamento da produção dos agricultores que vivem na região.  Reforma das Balsas da Água Branca e de João Carro, garantindo segurança com estrutura coberta de espera, e horários fixos aos moradores e usuários da região. 

Sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito da Piscina Pública instalada no Câmara Municipal que afeta sua gestão, o que a senhora tem dizer? 

R:  Não respondeu. 

Vereador diz que denúncia que pede impeachment de Thelma “é café vencido”

Um servidor público aposentado entrou com um pedido de investigação contra a gestão da Prefeitura de Chapada na Justiça, o qual acusa por supostos atos de improbidade administrativa. O assunto foi repercutido na imprensa.  Na ação, envolve o nome do vereador Dudu (PSDB), do mesmo partido a qual a senhora é filiada.  O que senhora tem pra dizer sobre o assunto?

R:   Não respondeu.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários