teste
Anuncie Aqui topo
Campanha Consertamos MT (outubro)
TRÁFICO

Gefron apreende quase 100kg de drogas; quatro suspeitos morrem após confronto

Suspeitos tinham mandados de prisão em aberto e passagem por tráfico de drogas, homicídio, sendo que um deles conseguiu fugir do presídio

28/09/2020 09h20
Por: Luciana Bonfim
Fonte: Julia Oviedo | Sesp-MT

Quatro pessoas morreram após trocarem tiros com o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) em uma ação de combate ao tráfico de drogas na fronteira entre Brasil e Bolívia. O caso ocorreu na madrugada deste domingo (27.08), nas proximidades do Rio Jauru, em Cáceres (228km de Cuiabá).

O local é conhecido pela travessia de "mulas humanas", que fazem o transporte de drogas de um país a outro. Na ocasião, os operadores de fronteira faziam o patrulhamento rural da região, quando avistaram os suspeitos armados carregando mochilas onde posteriormente foram encontrados os entorpecentes.

Os suspeitos ignoraram o sinal de advertência da equipe e atiraram contra os policiais, que revidaram a injusta agressão. Após cessar o conflito, os operadores de fronteira fizeram a varredura local e encontraram os suspeitos caídos, que foram socorridos e encaminhados à unidade hospitalar, onde morreram.

Com os quatro suspeitos - dois brasileiros e dois bolivianos - foram encontrados 90kg de substância análoga a pasta base de cocaína; 3,2kg de cloridrato de cocaína; 5kg de ácido bórico e alimentos. Também foram apreendidos dois revólveres calibre .38; uma pistola calibre 9mm e uma pistola calibre .22.

A apreensão resultou em prejuízo ao crime de mais de R$ 2 milhões.

Antecedentes criminais

Durante checagem via base do Gefron, constatou-se que um dos suspeitos de nacionalidade boliviana era irmão de uma das pessoas que entrou em confronto com equipe do Gefron no dia 11 de agosto, quando quatro pessoas vieram a óbito na ocasião.

Além disso, um dos suspeitos possuía uma passagem por tráfico de drogas e outra por homicídio e outro suspeito possuía passagem por tráfico de drogas, tendo inclusive mandado de prisão em aberto e fuga de presídio.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários