Pelé supermercado
Farmácia
VERA CAPILÉ

Documentário e disco de 60 anos da carreira de Vera Capilé serão lançados nesta quarta-feira (1º)

Evento será no Sesc Arsenal, onde ela também lança livro dedicado ao pai Sinjão Capilé

30/08/2021 18h21
Por: Luciana Bonfim
Fonte: Secom-MT

A história de vida e trajetória artística da cantora e compositora Vera Capilé serão celebradas em dois eventos nesta quarta-feira (01.09), ambos, no Sesc Arsenal. No primeiro deles, às 18h, Vera realiza noite de autógrafos para lançar oficialmente o livro “De Matto-Grosso a Mato Grosso: a trajetória de um caminhante”, dedicado ao pai, Sinjão Capilé. O acesso é livre.

Na sequência, a partir das 19h, Vera ocupará a poltrona mais importante do Cine Sesc, onde será homenageada. À ocasião, a cineasta Juliana Capilé estreia o documentário de 50 minutos, “Filhote desse lugar”, que traz relatos de amigos, familiares e parceiros artísticos. Neste caso, diante da situação de pandemia, as vagas são limitadas. Mas, dependendo da demanda, será aberta nova sessão às 20h.

Vale ressaltar, que nos dois eventos é obrigatório o uso de máscaras e distanciamento social. No caso da sessão de lançamento do documentário, as vagas são limitadas diante dos protocolos de biossegurança. 

Além do documentário, será lançado novo disco, que celebra seus 60 anos de carreira na música e recebeu tratamento especial do Estúdio Inca.

A artista que percorreu várias fases, ressalta que a partir da data, parte de suas composições estará disponível para o mundo todo. “Nestes tempos a gente tem que apostar em plataformas de streaming né? Tatiana Horevicht, que apresentou esse projeto maravilhoso no edital da Lei Aldir Blanc, pediu que eu fizesse uma seleção especial. Entre as faixas estão rasqueados, cirandas e canções de ninar. A carro chefe é ‘Uma canção de amor’, valsa que meu pai compôs aos 23 anos”, se orgulha. A música compõe o primeiro disco da carreira, “Cuiabá, um canto de amor”.

O livro que Vera Capilé lança nesta quarta-feira é dedicado ao patriarca da família. “Incentivada por meu companheiro, Waldir Bertúlio, fiz uma série de entrevistas com meu pai em 1999. Foram 70 horas de áudio que transcrevi, encadernei e entreguei a ele para ajudar na produção de sua biografia. Uns três dias depois ele retornou: ‘quem foi que fez isso?’. Fiquei angustiada por medo de achar que ele não havia gostado. Foi quando ele me respondeu: ‘Está muito bem escrito e já está decidido. Não vai ser em primeira pessoa, vai ser em terceira. O livro é seu’”.

Rapidamente ela correu à editora Maria Teresa Carrión Carracedo, da Editora Entrelinhas. “E cá está o livro que eu lanço nesta quarta-feira, com incentivo da Lei Aldir Blanc e aproveitando a ocasião da homenagem. Sou eternamente grata a Tatiana que propôs o projeto e à minha filha, Juliana Capilé, que foi quem dirigiu o documentário”. 

Ambos os projetos foram aprovados por edital da Lei Aldir Blanc realizado pelo Governo de Mato Grosso via Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer em parceria com o Governo Federal, via Secretaria Nacional de Cultura do Ministério do Turismo.

Serviço

1º de setembro

18h às 19h, na Choperia do Sesc Arsenal

Lançamento do livro “De Matto-Grosso a Mato Grosso”: acesso livre

A partir das 19h

Cinema do Sesc Arsenal

Lançamento do documentário e álbum de 60 anos de carreira: lugares limitados. Caso haja demanda será realizada mais uma sessão, às 20h

(Com informações da assessoria)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários