Farmácia
CRISE HÍDRICA

É preciso cuidar das nascentes dos rios em Chapada para preservar o Pantanal

Secretaria de Agricultura quer arrecadar 50 mil mudas para arborizar ruas, estradas e nascentes

07/10/2021 17h31Atualizado há 2 semanas
Por: Laura Matos Lucena
Fonte: Da redação
Treme-Terra Foto: Laura Lucena
Treme-Terra Foto: Laura Lucena

O secretário municipal de Agricultura, Sebastião Treme Terra, transformou em ação a sua indignação com a grave crise hídrica que secou cachoeiras como a Véu de Noiva e as lagoas do Pantanal. Determinou que até o final do ano terá 50 mil mudas de árvores nativas, frutíferas e ornamentais no Horto Florestal, para dar início a uma efetiva arborização nas nascentes, ruas e estradas do município. 

Para tanto, ele conta com o apoio de voluntários. “Árvore é vida. Árvore é água. As nascentes foram desmatadas no Coxipó. O Pantanal está secando. É aqui em Chapada que estão as nascentes que formam o Pantanal. Temos que cuidar, preservar, sair por aí plantando árvores nas nascentes, nas estradas, em todo lugar. As ruas de Chapada estão nuas”, ponderou o secretário. 

O primeiro passo, segundo ele, é a reativação total do Horto Florestal – que é considerado o pulmão da cidade. Serafim Ferreira de Oliveira, administrador do Horto Florestal, disse que a unidade está aberta todos os dias para receber os turistas, moradores e chapadenses natos que quiserem doar mudas de plantas, garrafas pets, sementes, caixas de leite. 

“Queremos ver todo mundo aqui plantando, reavivando o Horto e ajudando a plantar água, plantando árvores”, disparou Treme-Terra.

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários