Sexta, 20 de Maio de 2022
65 99313-1286
Cultura CINEMA

Curta de Luiz Borges sobre impactos da pandemia estreia nesta quarta, no Teatro Zulmira

A pré-estreia do filme “Angelus Novus Anuncia na Boca da Noite a Derrocada do Anticristo”, do cineasta morador de Chapada Luiz Borges, acontece às 20h junto a duas exposições: VIVA A IMPRENSA VIVA e DE OLHO NO FILME

05/04/2022 20h14 Atualizada há 1 mês
Por: Luciana Bonfim Fonte: DA ASSESSORIA
Curta de Luiz Borges sobre impactos da pandemia estreia nesta quarta, no Teatro Zulmira

A sombra pandêmica e as ordens mundiais de ‘isolamento em casa’ para conter a disseminação do covid-19 geraram sociedades ainda mais subordinadas a interpretações jornalísticas. No Brasil, o quarto poder poderia facilmente ter difundido o negacionismo adotado pela demanda de agentes públicos e privados, o que teria impregnado o País com fake news, com a banalização da pandemia e a invisibilidade de suas vítimas, como ocorreu em algumas mídias sociais.  

Os impactos dessa sombra e suas consequências na sociedade brasileira e mato-grossense foram as motivações para os curadores  Luiz Borges e Luiz Marchetti realizarem as duas  exposições: VIVA A IMPRENSA VIVA e DE OLHO NO FILME. 

Ambas ocorrem somente nesta quarta-feira, 6 de abril, às 19h30, no foyer do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, antecedendo e ambientando a pré-estreia do filme “Angelus Novus Anuncia na Boca da Noite a Derrocada do Anticristo”, do cineasta Luiz Borges, que ocorre no mesmo local, às 20h.  

Para Borges, que também assina o roteiro do filme, “essas exposições se propõem a um diálogo e reflexão sobre algumas fontes e referências literárias para inspiração e construção do texto do filme, o roteiro, e que resultaram na sua representação simbólica”. Apesar dos interesses ambíguos que movem os negócios da comunicação, como no passado quando apoiaram atrocidades e atos antidemocráticos da ditadura de 1964 e, mais recentemente, o golpe parlamentar, jurídico e midiático que resultou no impeachment de 2016, “devemos aos jornalistas e editores sérios e eticamente compromissados com a democracia e os direitos humanos, o combate à desinformação, a preservação da vida, como observamos nessa pandemia”, finalizou Borges. 

O desapego político-partidário e outras nuances construíram a profundidade factual das narrativas da mídia durante a pandemia.  “Dentre outras evidências, a divulgação dos números da doença, os protocolos sanitários, revelaram o respeito da imprensa à ciência e seus pesquisadores, aos profissionais de saúde no combate na linha do front. Esses se constituíram como o primeiro remédio que antecedeu às vacinas nessa grande guerra”, finalizou Marchetti. 

A segunda exposição, de OLHO NO FILME, apresenta um conjunto de imagens realizadas pelo fotógrafo Jonas Felix sobre os bastidores do filme. 

Superando a limitação de sua deficiência visual adquirida em acidente em sua infância, Jonas registra parte da complexa produção deste filme que agenciou saberes e especialidades diversas, e cerca de setenta profissionais. Para Felix, esta exposição, assim como o filme, possui uma importância especial em sua vida: “poder mostrar à outras pessoas que os limites impostos pela deficiência visual podem ser superados. “Os nossos sonhos são imagens que também podemos construí-las apesar de limitações físicas. Basta que tenhamos mais ações inclusivas como este filme e esta exposição”, finalizou. 

Questionado sobre um único dia desta exposição, os curadores informaram: “Estas exposições estão em construção. Queremos levá-las para outros espaços e outros municípios. Para isso, torna-se necessário o apoio e envolvimento dos interessados, como os que atenderam o chamamento e se cooperaram para suprir suas demandas até agora”, finalizou Borges e Marchetti. 

Patrocinam o evento a Assembleia Social (ALMT), o Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, Casa Aldeia, a Secretária Municipal de Cultura de Cuiabá, o Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso, e a Fundação Verde Hebert Daniel do Partido Verde.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias